07 segredos para conseguir chegar ao Inglês Fluente mais rápido – Aula 1

aula ingles online
07 segredos para conseguir o Inglês Fluente rápido – Aula 1

 

O SEGREDO# 1: Para falar inglês fluente, primeiro deve: Abrir seus ouvidos

 

Para isso você deve,

ESCUTAR, ESCUTAR, ESCUTAR… e escutar um pouco MAIS em Inglês!

Essa é a primeira coisa que você deve fazer ao buscar aprender qualquer novo idioma, e é essencial para desenvolver a capacidade de falar.

Isto é algo surpreso pra você? Bem, é verdade que inicialmente pode parecer estranho, quanto mais você ouvir, mais cedo será um falante fluente de inglês. Muitas audições também levarão a um sotaque melhor, ou seja, mais “natural”.

Para aprender uma música em Inglês, o que você faz primeiro? Estuda a gramática da música, traduz ou naturalmente você a escuta algumas vezes, se identifica com o ritmo, com a parte emocional que o autor está tentando transmitir, e você começa a cantá-la, imitando inclusive o timbre de voz do vocalista… afinando a sua voz quase no mesmo tom que a dele, e assim faz isso algumas várias vezes, e pronto…. você já está cantando partes da música, sem nem ter visto a letra. 

Obviamente que o próximo passo será ler a letra, buscar entendê-la, etc… 

Você ainda está se perguntando: “Eu não entendo; como a escuta pode me ajudar a me tornar um falante do Inglês? ”

Pare e pense então, como você aprendeu a falar sua própria língua materna? Quando você era bebê, seus pais se sentaram com você e começaram a explicar o básico da gramática em sua língua nativa? Eles tentaram ensiná-lo a ler ou escrever quando você ainda estava gatinhando pelo chão?

Percebe? Seus pais te estimularam a falar através de coisas que eles diziam diretamente pra você ou entre si, e você estava ali quieto, só escutando, escutando e escutando.

Você ouvia tudo passivamente, outras vezes você prestava mais atenção aos sons de animais, objetos (como a TV, rádio, etc), aos ritmos e à certos padrões de falas que estavam ao seu redor. Assim você ficava tentando entender o que estava acontecendo. 

O importante é que você estava imerso no seu idioma, ou seja, você era como um peixe rodeado por aquela água.

Por alguns poucos anos você continuou assim, só ouvindo. Eventualmente você começou a soltar suas primeiras palavras e todo mundo ficou muito empolgado, é claro, incluindo você, mas lembre-se que nesta fase, você já ouvia há muito tempo!

Portanto, primeiro você ouviu muito e só então depois você falou.

Deixe-me ilustrar isso através de uma história para você… 

Era uma vez um japonês extraordinário, contemporâneo de Albert Einstein que, por acaso, eles também foram bons amigos.

Na década de 1930, esse homem notável descobriu o que chamou de método de aprendizado da “língua materna”. Em seu livro Nurtured By Love, Shinichi Suzuki explica como ele chegou a entender como as pessoas aprendem a língua. De repente ocorreu-lhe um insight que, “todas as crianças japonesas podem falar japonês!” 

Claro que isso parecia óbvio para todos, inclusive para você agora, e algumas pessoas olhavam para ele estranhamente quando ele anunciou isso assim, mas o que ele realmente quis dizer foi que os seres humanos têm uma habilidade natural e um “talento” para aprender uma linguagem complicada e difícil, apenas ouvindo!

Esse insight mostrou a ele um elo importante entre como “recebemos” informações e como as “produzimos”. Ele era professor de violino e começou a usar esse método de aprendizado de idiomas para ensinar crianças pequenas entre 3 e 4 anos, o violino. Primeiro, ele os deixava ouvindo uma determinada peça de música por várias semanas. Depois de um tempo, eles puderam tocar a peça eles mesmos, sem saber ler a partitura da música ainda.

Essa é a primeira coisa que você faz ao aprender um novo idioma, e é essencial para a boa capacidade de falar.

E agora, você ainda está surpreso? É a pura verdade que, quanto mais você ouvir, mais cedo será um falante fluente de inglês. Muitas audições também levarão a um sotaque melhor (mais “natural”).

Muitos estudantes nos perguntam: “Eu não entendo como a escuta pode me ajudar a me tornar um orador melhor? ”

Bem, como você aprendeu a falar sua própria língua materna? Quando você era bebê, seus pais se sentaram com você e começaram a explicar o básico da gramática em sua língua nativa? Eles tentaram ensiná-lo a ler ou escrever quando você ainda estava rastejando pelo chão?

Claro que não! Eles apenas conversaram com você, entre si e com muitas outras pessoas.

E o que você fez? Você ouviu.

Às vezes você ouvia passivamente, e às vezes ouvia com esforço consciente, prestando atenção aos sons, ritmos e padrões de fala que estavam ao seu redor e tentando entender.

Era uma vez um japonês extraordinário, contemporâneo de Albert Einstein. (Por acaso, eles também eram bons amigos.)

Na década de 1930, esse homem notável descobriu o que chamou de método de aprendizado da “língua materna”. Em seu livro Nurtured By Love, Shinichi Suzuki explica como ele chegou a entender como as pessoas aprendem a língua. De repente, ocorreu-lhe um dia que “todas as crianças japonesas podem falar japonês!” (1) É claro que isso parecia óbvio para todos, e algumas pessoas olhavam para ele estranhamente quando ele anunciou isso. Mas o que ele realmente quis dizer foi que os seres humanos têm uma habilidade natural e um “talento” para aprender uma linguagem complicada e difícil, apenas ouvindo!

Esse insight mostrou a ele um elo importante entre como “recebemos” informações e como as “produzimos”. Ele era professor de violino e começou a usar esse método de aprendizado de idiomas para ensinar crianças pequenas (3 e 4 anos!) Ao violino. Primeiro, ele os deixou ouvir uma determinada peça de música por várias semanas. Depois de um tempo, eles puderam tocar a peça eles mesmos – sem saber ler música ainda.

Este método de ensino ficou conhecido como “O Método Suzuki” e agora é usado em todo o mundo.

Faz sentido para você? Primeiro ouvimos, depois falamos, depois lemos e depois escrevemos, mas sempre ouvimos primeiro; e essa é a ordem natural!

Sua habilidade de falar, quero dizer fluência e pronúncia, melhora se você ouvir, ouvir e ouvir repetidas vezes. Não se engane, você pode melhorar seu inglês dessa maneira, não importa em que nível você esteja: se você é iniciante do zero no Inglês ou está em um nível muito mais alto de familiaridade com a língua.

“Quanta escuta é necessária para fazer a diferença na sua fala?” Essa é a pergunta, cuja resposta todos querem saber! 

A resposta é: “depende”, porque somos todos tão diferentes; temos antecedentes, experiências, talentos e habilidades variadas, algumas pessoas precisam ouvir mais e outras precisarão fazer menos para alcançar os mesmos resultados.

A resposta simples e verdadeira é a seguinte: “quanto mais, melhor”. E ainda mais importante: “quanto mais vezes e mais consistente, melhor”.

Então é só isso… esse é o primeiro segredo, ser um bom ouvinte ajudará a torná-lo um orador melhor da língua inglesa. E o melhor de ouvir é que você pode praticá-lo em qualquer lugar, seja no carro, no ônibus, no trabalho, na academia, no trem, metrô ou mesmo no avião.

Obviamente, é verdade que aqueles que passam algum tempo em um país de língua inglesa terão muito mais oportunidades de ouvir inglês. Onde quer que você esteja, tente se expor a uma variedade de vozes diferentes, como quando você era um bebê aprendendo sua primeira língua. Quanto mais você faz isso, melhor. Aqui está uma pequena lista de algumas sugestões para você buscar recursos auditivos, e você deve pesquisar outros, de preferência que te motivem a escutar dia a dia.

Ouça estações ou programas de TV em inglês. Tente fechar os olhos às vezes. Isso desafia você a só “ouvir”, sem distrações, e assim poderá prestar atenção no ritmo e na entonação na fala natural.

Assista a vídeos em inglês, de preferência sem legendas.

Ouça rádio em inglês, você pode fazer isso em qualquer lugar do mundo (BBC / CBC / Voice of America, etc.).

Ouça músicas e pratique cantar junto.

Ouça áudiobooks em inglês.

Enquanto você caminha pela rua, também é uma boa opção para ouvir algo em inglês.

Ouça conversas em inglês quando você estiver em cafés, bares ou em festas, que tenham nativos ou lugares temáticos.

Quando ouvir algumas palavras em inglês, repita-as para si mesmo algumas vezes. Repita-as novamente e novamente. Até que você consiga pronunciá-la, e talvez até entendê-la no contexto, sem traduzir. 

Use a Internet para pesquisas de conteúdos em inglês. Esta é uma ótima fonte, pois existem literalmente centenas de sites úteis para você ouvir e praticar. Deixo aqui alguns para te ajudar:

http://www.esl-lab.com/

http://home.gwu.edu/~meloni/eslstudyhall/shlistening.htm

O importante é você ouvir com freqüência e consistência, para desenvolver o hábito. Adotando pelo menos 10 minutos todos os dias, é muito melhor que 1 hora por semana.

Te vejo na próxima Aula – Segredo #2